jusbrasil.com.br
9 de Agosto de 2022

Sociedade não é justa e solidária, diz juiz em carta de Natal a presos

ADVOGADO DIGITAL
Publicado por ADVOGADO DIGITAL
há 7 meses


"É difícil dizer algo diante de um governo brasileiro que não tem feito a lição de casa. Vivemos em uma sociedade que não é justa, livre e solidária e o sistema prisional acaba sendo o centro das mazelas, causando muita dor."

Este é um trechos da carta escrita pelo juiz de Direito João Marcos Buch, da vara de Execuções Penais de Joinville/SC, aos 2 mil presos do munícipio. Na mensagem, o magistrado também fala sobre responsabilidade e registra esperança.

Ele diz que quando assumiu a execução penal, no ano de 2012, vinha de uma carreira como juiz criminal, julgando, condenando e absolvendo.

"Aquela função não me satisfazia mais, porque percebia que os processos se destinavam apenas a pessoas economicamente vulnerabilizadas, em um país racista, com um abismo social extremo. Então, a minha vinda para a execução penal foi com a intenção de trabalhar para reduzir os danos que a prisão causa em uma pessoa."

Mais adiante na carta, João deseja um Feliz Natal e um próspero Ano Novo e renova seu compromisso de continuar na luta pela garantia dos Direitos Humanos dos encarcerados.

Leia a íntegra da mensagem:

Imagem Reproduo

Carta do juiz João Marcos Buch aos presos de Joinville/SC.(Imagem: Reprodução)

Por: Redação do Migalhas

https://www.migalhas.com.br/quentes/357085/sociedade-naoejustaesolidaria-diz-juiz-em-carta-de-na...

................................................................................................

🌐 Conheça nosso ➡️ INSTAGRAM e FACEBOOK ⬅️

📰 Veja também:

✔️ Combo de Petições 2021 - O melhor custo benefício com mais de 30.000 modelos de Petições Profissionais.

✔️ Guia Carro Livre de Imposto - Fique livre de IPI, IOF, ICMS e também IPVA!

✔️ Baixe Gratuitamente 01 Modelo de Petição - Petições de Trânsito 2021


1 Comentário

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)

"Vivemos em uma sociedade que não é justa, livre e solidária e o sistema prisional acaba sendo o centro das mazelas, causando muita dor."
- Livre somos, o que não pode é fazer o que bem entender com o outro e achar que não vai haver consequências, isso é baderna. De fato não é justa, visto que crimes iguais acabam tendo penas diferentes a depender de quem praticou, mas é a Lei e a alternativa são penas definidas na hora e sem nenhum tipo de controle; entretanto somos muito solidários sim, embora as autoridades não abram não de privilégios pago à custa do cidadão, mesmo em épocas ruins o povo tende a doar e ajudar o próximo; sobre o sistema penal, sim, nossas prisões são umas pocilgas, não deveriam ser um mero depósito de gente e deveriam abrigar o marginal em melhores condições, mas também precisa lembrar que fora um ou outro erro que não não deveria ocorrer (mas infelizmente somos humanos), ser preso é resultado de um caminho que a pessoa escolheu, o caminho do crime e digo mais, no caso do Brasil, dado nosso índice de solução criminal, a regra é que a polícia nem mesmo saiba quem é o autor do crime, ser processado, condenado e preso é um azar enorme do marginal. continuar lendo